Como funcionam as compras pela Amazon na Europa? Descobrimos alguns detalhes quando fomos comprar algumas coisas antes de nossa viagem para a Europa para comemorarmos nossos 20 anos de casados e vamos compartilhar com vocês.

Sempre que viajamos para os Estados Unidos usamos o site da Amazon para adiantarmos algumas compras, gostamos dessa opção porque ganhamos tempo e podemos garantir algum item que por ventura poderemos não encontrar nas lojas físicas.

Gostamos muito da comodidade de chegarmos no hotel e recebermos os pacotes, o tempo que poderíamos estar em uma loja usamos para passear mais. Mesmo a Europa não sendo propícia às compras, conseguimos encontrar alguns produtos que queremos e que não vendem aqui ou quando vendem são muito caros.

E chegou a hora de testarmos como funciona a Amazon na Europa. Fizemos compras para serem entregues em nosso hotel em Paris e outras no apartamento de minha enteada em Madrid.

⇒ Leia também Quanto custa viajar para a Europa a dois

Como sempre fazemos, começamos criando nossa wish list, colocamos tudo o que queríamos nela e fomos para o pagamento, foi aí que começamos a perceber alguns detalhes que nos chamaram atenção. Para a entrega em Paris usei minha conta e para Madrid a de Ricardo.

O que percebemos

1 – Disponibilidade do produto

Vimos que muitos produtos não são entregues em determinados países.

Como resolvemos: trocando do amazon.com para amazon.es (Espanha) ou amazon.fr (França)

2 – Valor do produto e do frete

O frete pode ser 2, 3x o valor do produto dependendo do país de onde será despachado e para onde será enviado.

Coloquei uma escova de cabelo que custava € 11, o vendedor era do Reino Unido. Para entregar em Madrid, o frete custava € 21.

Como resolvemos: trocando do amazon.com para amazon.es (Espanha) a escova saiu por € 6,95 e o frete caiu para € 2,35.

3 – Valores em dólares e em euros

Paguei U$ 11 nos Estados Unidos pela escova que mencionei acima e agora na Europa pagamos € 6,95, fazendo a conversão essa última saiu mais barata mesmo com a cotação do euro sendo mais alta do que o dólar, mas isso não acontece com tudo.

Analisamos várias ofertas para escolhermos, chegamos a encontrar por € 12, vale a paciência pra pesquisar.

4 – Cobrança de impostos

Em uma das compras foram cobrados impostos. O valor da compra foi de € 92,52 e pagamos € 2,56 de impostos. Nas outras compras isso não aconteceu, como nessa havia uma estação para carregador USB, acreditamos que tenha sido pelo fato de ser um eletrônico. Foi a única coisa que divergiu dos demais produtos de outros pedidos.

5 – O login e senha são os mesmos para outros países

Quando entramos nas lojas dos outros países, fizemos nossos logins já cadastrados na amazon.com, mas são contas distintas. As compras feitas em cada país ficam registradas separadamente. Caso precise verificar alguma coisa no pedido, tem que entrar no site do país, ou seja, usar .es, .fr e assim por diante e fazer o login com os dados cadastrados no .com.

⇒ Leia também o post com o passo-a-passo de como comprar

Em resumo

  • Vale a pena comprar na Amazon na Europa, mas preste atenção nos valores, eles variam de um país para outro;
  • Eletrônicos não valem a pena, exceto algum produto como foi o caso da estação para carregadores USB que encontramos;
  • Alguns produtos disponíveis no site americano não estão nos sites europeus;
  • Caso não tenha problemas com limites de bagagens em trechos domésticos (em viagens de trem por exemplo), consulte os valores do produto e do frete em países por onde você vai passar, eles variam de um país pra outro.

√ Uma coisa muito importante antes de fazer qualquer compra online para entrega no hotel ou no apartamento alugado – se for o caso – é entrar em contato antes de comprar para saber se o hotel recebe pacotes e quanto cobra por isso e no caso de apartamento se há porteiro para receber, porque muitos têm caixa postal e não tem como os pacotes serem entregues.

Dicas de como comprar mais barato pela Amazon na Europa